Atualmente temos observado que a população vem se mostrando preocupada em relação ao meio ambiente urbano e prezam cada vez mais pela qualidade de vida em nossas cidades. Fala-se muito em áreas verdes e arborização, mas afinal, o que é arborização urbana?

“A arborização urbana, definida como toda vegetação que compõe o cenário ou a paisagem urbana, é um dos componentes bióticos mais importantes das cidades. Tecnicamente, a arborização urbana é dividida em áreas verdes (parques, bosques, praças e jardinetes) e arborização de ruas (vias públicas)” [1] .

Podemos caracterizar a arborização urbana, principalmente pela plantação de árvores em praças, parques, calçadas de vias públicas e nas alamedas. Essa prática constitui como uma das mais relevantes atividades da Gestão urbana, devendo fazer parte dos planos, projetos e programas urbanísticos de nossas cidades, que tem a finalidade de propiciar um equilíbrio ambiental entre as áreas construídas e ao ambiente natural alterado.

Diante da sociedade em que vivemos, é certo o quanto uma área verde é importante. Estas áreas cedem lugar para prédios, construções, ou seja, um ambiente completamente urbanizado. Semelhante a um processo de compensação. A arborização urbana tenta suprir a falta que a natureza faz no ambiente urbano, através do plantio e manejo de árvores nas ruas, praças, em frente a comércios e principalmente nas empresas, onde os funcionários passam a maior parte do dia. Há muitas vantagens a partir deste processo, pois mediante ao ambiente arborizado ocorre: a retenção de odores, melhoria da qualidade do ar, o design, a filtração da água pluvial, a redução de enchentes, aumento do sombreamento, tendem a melhorar cada vez mais.

Na prática, não vemos uma boa arborização urbana nos centros urbanos. Normalmente, encontramos com árvores plantadas em locais inadequados e posteriormente sendo mutiladas, árvores sem área de infiltração, podas mal executadas […] Como mostra a figura abaixo:

Figura 1: Árvores urbanas – Podas e manejos irregulares

arb

Além do mais, sempre há um motivo para cortar ou podar uma árvore, os mais comuns são: desobstruir os cabos de energia, sujeira na calçada, melhorar a iluminação do local, melhorar a visualização de câmeras de segurança ou até mesmo por estética…

Vale lembrar que as podas podem ser associadas como se fossem cirurgias. Devendo ser evitadas e serem feitas somente quando há uma real necessidade.

As árvores no ambiente urbano já sofrem para ter um bom desenvolvimento. Existem diversos fatores que podem interferir: a compactação do solo; depósitos de resíduos de construção e entulhos no subsolo; poluição do ar; entre outros.

 É importante ressaltar que os municípios devem incentivar a conservação de áreas verdes e incentivar a sua criação e manutenção, através de legislações urbanísticas municipais e prover meios que estimulem todos os cidadãos a manterem e criarem novas áreas verdes e não só plantar de qualquer jeito. O manejo adequado e a boa escolha das espécies são fundamentais para termos uma boa arborização urbana!

Por fim, vale advertir, quem destrói ou danifica, lesa ou maltrata, por qualquer modo ou meio, plantas de ornamentação de logradouros públicos ou em propriedades privadas alheias, comete crime ambiental penalizado nos termos do art.49, da Lei 9.605/98: pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa, ou ambas as penas cumulativamente [2].

REFERENCIAS:

[1] – COPEL. Disponível em: <http://www.copel.com/hpcopel/guia_arb/a_arborizacao_urbana.html> Acessado em 09 de setembro de 2015.

[2]LEI Nº 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9605.htm> Acessado em 09 de setembro de 2015.

Por: Licenciar Consultoria Ambiental LTDA, setembro de 2015.

One Response to ARBORIZAÇÃO URBANA
  1. Muito legal esse blog. Eu tambm gostei desse travesseiro que me ajudou nos sintomas de enxaqueca desse site, me ajudou at a desestressar.


[top]

Deixe uma comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *