Pará desmata o equivalente a cinco campos de futebol todos os dias

A extração ilegal de ouro, madeira e diamante castiga as nossa floresta. O Pará é o estado que mais desmatou a Amazônia em 2014.

 

O Profissão Repórter acompanhou uma operação do Ibama contra o desmatamento e os garimpos clandestinos.

A base de fiscalização do Ibama fica em Novo Progresso (PA). De lá, os agentes partem em uma força-tarefa que combate o desmatamento e o garimpo ilegal. A cidade paraense é conhecida por ser campeã de desmatamento.

A presença do Ibama na região é um incômodo, não só para os madeireiros, mas para toda a população. Comerciantes e moradores dizem que a presença dos fiscais no município atrapalha a economia de Novo Progresso.

As autoridades locais também desaprovam o rigor do Ibama. O atual prefeito tem uma multa ambiental de quase R$ 7 milhões por ter gado em uma área embargada, mas afirma que não sabia da situação da terra quando comprou. Já a família do ex-secretário de Meio Ambiente acumula mais de R$ 16 milhões em multas ambientais.

Em uma das operações, um helicóptero percorre a Floresta Amazônica em linha reta, por 160 quilômetros. Não demora até que o primeiro garimpo em funcionamento é encontrado. Os agentes do Ibama expulsam os trabalhadores do garimpo e colocam fogo no acampamento e nas máquinas. Esse é o procedimento padrão para fechamento dos garimpos ilegais […]

Leia a matéria na integra, clique AQUI!

Fonte: G1. Disponível em: http://g1.globo.com/profissao-reporter/noticia/2015/07/para-desmata-o-equivalente-cinco-campos-de-futebol-todos-os-dias.html Acessado em 08 de julho de 2015.