O ciclo da madeira foi um dos principais movimentos econômico ocorrido na história de Rondônia, nas décadas de 70 e 80, com a colonização e o desmatamento da floresta Amazônica, motivado pelo governo Federal. A realidade agora é inversa: a madeira a ser extraída vem da floresta plantada, que oferece atrativos geradores de renda, como o beneficiamento, a goma-resina e o sequestro de carbono.

Plantar floresta é fácil, porém é importante o acompanhamento técnico para obter os resultados desejados. “As espécies comerciais já estão definidas e devem ser plantadas conforme o tipo de solo na região. O eucalipto e o pinus, por exemplo, respondem melhor em solo mais arenoso, mais pobre em nutrientes. Já a teca e o pinho cuiabano são espécies bem exigentes em relação à fertilidade da terra”, detalhou o coordenador estadual de Floresta Plantada, o engenheiro florestal Edgar Menezes Cardoso da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

Leia a matéria completa…AQUI!

Fonte: Tudo Rondônia. Disponível em: <http://www.tudorondonia.com/noticias/floresta-plantada-e-apontada-como-uma-poupanca-verde-por-empreendedores-da-regiao-sul-de-rondonia,57879.shtml>. Acessado em 03 de fevereiro de 2016.

 

Deixe uma comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *