Arborização urbana se define, em seu sentido mais amplo, como o conjunto ou sistema dos espaços verdes de uma cidade: as praças (quando com vegetação), os jardins públicos, os parques urbanos e a arborização viária. Pelos vários benefícios que pode proporcionar ao meio urbano, tem um papel muito importante no restabelecimento da relação entre o homem e o meio natural, garantindo melhor qualidade de vida. Dessa forma, mais expressivamente, a arborização passou a ser vista nas cidades como importante elemento natural atuando como reestruturador do espaço urbano, pois as áreas bastante arborizadas apresentam uma aproximação maior das condições ambientais normais em relação ao meio urbano que apresenta, entre outros, temperaturas mais elevadas, particularmente, nas áreas de elevados índices de construção e desprovido de cobertura vegetal (CARVALHO, 1982, p. 63).

É essencial debater e avaliar a função da Arborização Urbana para um melhor aproveitamento dos espaços ainda não edificados da cidade. Para tanto, se faz imprescindível à efetivação da política. Para colocar em prática estudos, pesquisas e projetos sobre a Arborização das vias públicas para preencher corretamente o espaço da cidade, evitando as problemáticas, como por exemplo, espécies exóticas desfavorecendo nossa flora, tornando-se invasora, prejudicando a fauna. Ou ainda, espécimes nativos plantados em locais inadequados, acarretando problemas com calçadas, redes elétricas e construções civis. É de suma importância, planos de manejo, medidas adequadas à melhoria funcional e estética destas áreas.

A questão da arborização urbana é sempre o reflexo da relação entre o homem e a natureza, pode ser vista como uma tentativa de ordenar o entorno com base em uma paisagem natural. O modo como ela é projetada e construída reflete uma cultura, que é o resultado da observação que se tem do ambiente e também da experiência individual ou coletiva com relação a ele. (BONAMETTI. TERRA E CULTURA, ANO XIX, Nº 36).

Quando se fala de “Arborização Urbana”, não tem como deixar de falar da “Rua Gonçalo de Carvalho” é uma rua localizada no bairro Independência da cidade de Porto Alegre, capital do estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Ladeada de árvores do gênero Tipuana, tornou-se conhecida internacionalmente após uma campanha por sua preservação, que se espalhou pela internet e levou a via a ser apelidada de “a rua mais bonita do mundo” e a ser considerada “patrimônio ambiental” pela prefeitura.

Rua Gonçalo de Carvalho é uma rua localizada no bairro Independência da cidade de Porto Alegre, capital do estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Ladeada de árvores do gênero tipuana, tornou-se conhecida internacionalmente após uma campanha por sua preservação, que se espalhou pela internet e levou a via a ser apelidada de "a rua mais bonita do mundo" e a ser considerada "patrimônio ambiental" pela prefeitura. A 22ª Semana do Meio Ambiente de Porto Alegre tem abertura oficial nesta segunda-feira, 05, e, na solenidade, o Prefeito José Fogaça e o secretário do Meio Ambiente, Beto Moesch, assinam um decreto que transforma a Rua Gonçalo de Carvalho em patrimônio cultural, histórico e ecológico. Foto: Ricardo Stricher / PMPA Fotos de Divulgação Assessoria de Comunicação Prefeitura de Porto Alegre

 Foto: Ricardo Stricher / PMPA – Fotos de Divulgação Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Porto Alegre

Referencias utilizadas:

BONAMETTI, João Henrique. ARBORIZAÇÃO URBANA. TERRA E CULTURA, ANO XIX, Nº 36.

CARVALHO, M. E. C. As áreas verdes de Piracicaba. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista. Rio Claro, 1982.

Fonte: Licenciar Consultoria ambiental, 24 de julho de 2015.

Deixe uma comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *